Produtos

Vedações Resilientes

O Grupo Micromazza fornece vedações resilientes para reparo de válvulas esfera, válvulas gaveta e válvulas borboleta em polieteretercetona (PEEK), politetrafluoretileno (PTFE) e Devlon® V-API com grau de especificação designados para aplicações de perfurações offshore de alta pressão e elevadas temperatura.

São fabricados anéis, sedes, juntas e buchas de 1⁄2” à 14” nos materiais: PTFE 807N (puro), PTFE 2891 (carbono grafite), PTFE 2824 (carbono soft), PEEK (450FC30) e Devlon® V-API.

Vedações em PTFE

O PTFE é considerado um material inerte, atóxico, com baixo coeficiente de atrito e não reagente à maioria das substâncias químicas. Tem como principal característica sua impermeabilidade mantendo suas propriedades em ambientes úmidos. O PTFE pode ser utilizado puro ou com adição de cargas como grafite, fibra de vidro, carbono. As cargas utilizadas no PTFE melhoram as propriedades mecânicas, aumentam à dureza, a resistência à fluência e diminuem o coeficiente de atrito. O PTFE é o material mais utilizado em vedações de válvulas devido seu baixo custo e facilidade de ajuste e qualidade de vedação obtida.

O PTFE é um fluoropolímero constituído de Carbono (C) e Flúor (F) de cadeia linear, sua cadeia longa lhe confere alto peso molecular e viscosidade dinâmica.

O PTFE tem estrutura semicristalina e o grau cristalinidade também depende das condições de processamento e o tempo de exposição às temperaturas de sinterização.

As propriedades básicas estão na estrutura atômica e das ligações covalentes da molécula. A estrutura molecular é formada de ligações carbono-carbono e carbono-flúor, ambos têm ligações extremamente fortes.

As ligações carbono-carbono conferem resistência química e estabilidade da molécula.

O flúor é responsável pela baixa energia de superfície e baixo coeficiente de atrito outra característica do flúor é a inércia elétrica ou a não polaridade.

As resinas de PTFE são macias e de baixa resistência ao desgaste e deformação. Essas características podem ser melhoradas através da adição de materiais particulados (carga) e fibras (Fibra de vidro, bronze, carbono e óxidos metálicos) o que resulta em uma excelente resistência à deformação.

Principais cargas aplicadas ao PTFE:

a) fibra de carbono, diminui o coeficiente de atrito, aumenta em 3 vezes a resistência a fluência e a abrasão em relação à fibra de vidro e também há um aumento na condutividade térmica;
b) fibra de vidro aumenta a resistência à fluência e à abrasão;
c) carbono aumenta a fluência e a dureza;
d) grafite diminui o coeficiente de atrito;

Quanto maior o acréscimo de todas as cargas ao PTFE, mais espaços vazios ocorrerão entre a carga e o polímero aumentando a permeação. Produtos químicos podem ficar alojados aos poros causando contaminação, também aumenta a possibilidade de líquido passar sob pressão entre os poros causando vazamentos.

Vedações em PEEK

O Poli(Éter-Éter-Cetona) PEEK é um termoplástico semicristalino resultante da combinação entre várias resinas cristalizadas de altas temperaturas, ideal para aplicação em materiais de revestimento e para isolação de fios de alto desempenho.

Possui resistência a diversos solventes e fluídos com única exceção do ácido sulfúrico concentrado, possuindo estrutura semicristalina, apresenta uma excelente resistência a uma vasta gama de líquidos orgânicos, inorgânicos e ambientes químicos, mesmo em elevadas temperaturas, além de ser atóxico e retardar a ação de chamas em sua superfície, oferece elevada resistência mecânica, á abrasão e ao desgaste, possui elevada dureza.

O PEEK apresenta ótimo desempenho perante aplicações que envolvam elevadas temperaturas. Testes comprovaram que o material apresenta uma temperatura de distorção de calor até 315° C e operara em uso contínuo a temperaturas que podem chegar a 260 °C. O polímero apresenta também boa resistência à hidrolise e a vapor superaquecido. O material pode ser usado por milhares de horas em temperaturas de até 250°C (482°F) no vapor ou água em ambientes de alta pressão sem perda significativa de suas propriedades. Os componentes produzidos com esse material conservam o elevado nível de propriedades mecânicas mesmo em caso de exposição contínua a alta pressão ou vapor.

Excelentes propriedades de resistência à abrasividade que se aperfeiçoaram nas fórmulas especiais das classes tribológicas. O material oferece uma excepcional resistência ao desgaste em uma larga escala de pressão, velocidade, temperatura e diferentes superfícies de contato.

O material apresenta pureza intrínseca com características de liberação gasosa e níveis de extração iônica excepcionalmente baixa.

O PEEK apresenta uma ótima estabilidade dimensional é notoriamente estável, resistindo a mudanças de temperatura, umidade, ataques químicos e tensões. Mínimo Grau de deformação interna tem uma incrível resistência física apresentando um mínimo grau de deformação interna sob carga contínua (creep) para um termoplástico de engenharia, podendo sustentar grandes esforços em uma longa vida útil.

Vedações em DEVLON

Plástico de engenharia com formulação especialmente desenvolvida para suportar elevadas pressões e temperaturas. Apresenta estabilidade dimensional, excelente resistência ao escoamento e à fadiga por vibrações, baixo coeficiente de atrito e elevada resistência à abrasão e à ação de diversos agentes químicos.

O Devlon é um material termoplástico produzido através da fundição ou extrusão fornecendo uma gama completa de resistência ao impacto e propriedades de absorção de humidade. Estas propriedades estão ligadas com o peso molecular, quanto maior for o valor, maior é a tenacidade e resistência ao desgaste do material.

Devlon® V-API foi concebido especificamente para a alta temperatura / alta pressão aplicações. A estabilidade dimensional é uma característica particular desta material devido a sua absorção particularmente baixa umidade, tornando-se ideal para aplicações offshore.

Comprovado por meio de testes sua capacidade de operação a temperaturas de -50 ° C (-58 ° F) a + 176 ° C (+ 350 ° F) que variam em função das pressões de trabalho a qual pode chegar a 414bar (6000psi).

As vedações produzidas pelo Grupo Micromazza são elaboradas de acordo com a instrução de trabalho e com acompanhamento da ficha de especificação técnica. A ficha técnica detalha todos os parâmetros de processo e os ensaios necessários para cada lote, como: numeração de matriz, material utilizado, dimensão da peça, liquido penetrante, gráfico de sinterização dentre outros.

Mapa do Site

Contato

 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
+55 54 3447 2700 +55 54 3447 4300
BR 470 - Km 168 - Vila Flores / RS

Micromazza - Todos os direitos Reservados - 2021
Desenvolvido por DMRK Propaganda